9 de fev de 2011

Vida sem luz - By: Perter Quintino - Minis. Ipiranga

Querido, o Peter me mandou esse texto e eu quero compartilhar com voces, antes de ler fale com Deus, peça pra Ele abrir tua visao, e teu coraçao pra que Ele posso falar contigo!
Forte abraço!    Guilherme Oliveira



Vida sem Luz
Temos vivido dias em que a iniquidade tem se multiplicado, dias em que o pecado tem se tornado um "prato" comum, dias em que o altar do Senhor é só mais um lugar para glória de homens. Dias em que se mede espiritualidade pelo tanto que se vende ou por seu comportamento santo em frente aos holofotes.
É possível ver a luz sem andar na Luz? Sim!
Ao contrário dos que muitos dizem, Jesus não é a luz no fim do túnel! Ele é a luz em todo o caminho!
A verdade, é que a grande maioria não percebe a Luz da Vida quando tudo está claro. Só a percebe quando ela já não ilumina mais nosso caminho.
Mas, algo lindo acontece nas "idas e vindas" porque a luz jamais deixa de brilhar.
Por que então não a vemos?
Existem dois motivos para que isso aconteça:
    1.  O pecado causa separação entre nós e Deus.
2. Breves momentos onde Deus se cala e permite sermos provados.
Em qualquer um dos casos, a Luz da Vida insiste em brilhar. Assim como jamais deixará de existir primavera, verão, outono, inverno; também jamais deixará de brilhar a Luz da Vida.
Contudo, tenho visto pessoas se auto-flagelando, misturando a isto o sentimento exagerado de autocomiseração como se Deus tivesse prazer em nos privar de sua Luz.
Para essas pessoas a Luz da Vida é só mais um acessório para tornar visível seu bom nome ou seu famoso “milagre”.
 Afinal, todos precisam saber como Deus o tem honrado. Glórias a Deus ou ao homem que, afinal, fez tudo “certinho”?
Opostamente a isto, Jesus nos últimos instantes da Crucificação se privou da Luz da Vida, no momento onde, hoje, seria o clímax de uma vida sem pecados e, ao invés dos holofotes e aplausos, o céu escureceu-se.
Ora, como é possível o homem mais digno que já viveu em toda a terra, no dia em que muitos considerariam seu apogeu, escolher não se honrar pela vida que viveu, mas, ao contrário disto, privar-se da Luz?
Ele fez isto para que hoje, através Dele, dezenas de milhares de "cegos" pudessem não só ver a Luz como viver na Luz!
Temos vivido dias em que a igreja preferiu privar-se da Luz não por uma causa nobre, como foi a do Mestre. Privam-se da luz por não confrontar seus membros com a mensagem da cruz, do arrependimento e da reconciliação. E assim tentam preservar a “estrutura”.
A Luz da Vida brilha para todos, assim como para todos chegará o dia em que a luz brilhará mais forte e seremos vistos como realmente somos.
Ninguém põe um candeeiro debaixo da cama, e sim no mais alto lugar para que todos vejam o que ali se faz.
Só há verdade na Luz, só há vida na Luz, só há intimidade na Luz!
Escolher andar na luz é passar muitas vezes por aflição, dores, rejeição e abandono. Esta é nossa glória! Passar pelas mesmas coisas que nosso Mestre passou, a fim de sermos achados prontos para levar Sua luz.
Comecei a escrever esse texto durante a tarde (07/02/11) para terminá-lo quando chegasse em casa. E para minha surpresa havia acabado luz e não havia previsão para que voltasse ao normal.
Depois de esperar, sem sucesso, decidimos, eu e minha esposa, encarar os 10 andares de escadas (sem luz de emergência) até nosso apartamento. Com minha filha no colo, bolsas e etc….Começamos nossa jornada.
No 3o andar o Espírito Santo começou a falar comigo (estou tremendo ao escrever isto): Essa é a vida daqueles que tem acesso à Luz da Vida, mas preferem andar segundo os desígnios enganosos dos seus corações achando que sua própria luz é suficiente para lhes dirigir os passos.
Nesta hora, com minha filha no colo, tropecei na escada e me amparei no corrimão e nos braços de minha esposa. E mais uma vez o Espírito Santo de Deus falou: Até quando você vai se achar senhor de si mesmo? Você não percebe que só aumenta o cansaço e torna árduo o caminho andar sem a minha Luz?
Até então, não havia percebido como minha filha havia ganhado alguns quilos e como as coisas que carregava pesavam sobre os meus ombros…
Meditei muito nos últimos acontecimentos e relato aqui algumas de minhas impressões:
O fácil acesso que temos a energia elétrica, onde um simples toque num interruptor ilumina toda a casa, nos fez tornar comum ou mais um acessório da modernidade a Luz da Vida.
Não podemos mais tornar comum o que custou sangue inocente derramado por nossa causa até o ponto, onde em Isaías 53 diz: “Agradou ao Senhor moê-Lo.”
Não posso correr o risco de banalizar o que pela Graça recebi do autor da Luz da Vida.
Traga suas necessidades, erros, medos, temores à Luz de Cristo e você verá um caminho sobremodo excelente se descortinando a sua frente.
Culpamos as trevas, mas não deixamos a Luz brilhar em nós... Até quando?”
Meu desejo com este texto é que, onde em sua vida era iluminado por lanterna ou, talvez, à luz de velas, passe a brilhar o Sol da Justiça.
E que esta Luz ilumine os cantos de sua vida e mostre a poeira debaixo do tapete para que haja vida de novo em sua vida.
E assim seja reconciliado com Aquele que venceu as trevas para ser a Luz do mundo!
No amor de Yeshua,
Peter Quintino - Ministério Ipiranga
Mas, todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta. Efésios 5:13
Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. João 1:9

2 comentários: